3 de dezembro de 2020

Folha de Portel

O Portal da Nossa Gente!

Programa ‘Abrace o Marajó’ tem 110 ações previstas até 2023

O Presidente Jair Bolsonaro participa na manhã desta sexta-feira, 9, da cerimônia de apresentação do Programa “Abrace o Marajó” e de iniciativas do Governo Federal para a região da Ilha do Marajó, no Pará. Durante a cerimônia, a ministra do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MMFDH), Damares Alves, informou que há 110 iniciativas voltadas à geração de empregos e promoção da melhoria da dignidade, da educação e da saúde da população da região do Marajó no plano de ação do programa previsto até 2023.

As atividades previstas até 2023 devem ainda proporcionar oportunidades de capacitação em direitos humanos para gestores municipais e estimular novos empreendimentos.

O programa é coordenado pelo MMFDH e hoje conta com a parceria de diversos outros órgãos e instituições para a realização das ações previstas no Plano.

Do total de iniciativas voltadas para o programa, 15 são coordenadas pelo MMFDH. Entre os projetos, está a Ouvidoria Itinerante, que levará o Disque 100 e Ligue 180 em barcos para atender a população marajoara. A ação é da Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos (ONDH), que integra a estrutura do ministério, em parceria com a Caixa Econômica Federal.

Além disso, o ministério vai fazer a doação de cestas de alimentos e de itens de higiene por meio da Operação Pão da Vida, que promove a segurança alimentar e apoio institucional à população marajoara em tempos de pandemia. A meta é entregar 96 mil cestas em todas as localidades do arquipélago. Cerca de 28,5 mil já foram entregues e mais de 200 mil itens de higiene foram doados.

ABRACE O MARAJO

Criado pelo Governo Federal em março deste ano, o programa busca o desenvolvimento socioeconômico dos 16 municípios que compõem a Ilha do Marajó (PA). As ações são uma resposta estratégica para a recuperação da dignidade humana da população marajoense.

O Marajó possui cerca de 550 mil habitantes. É o maior arquipélago flúvio-marítimo do planeta. Formado por cerca de 2.500 ilhas e ilhotas, tem potencial de desenvolvimento e crescimento, mas, atualmente, conta com oito municípios na lista daqueles com pior Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil.

Nesta viagem, o mandatário foi acompanhado por vários dos ministros, parlamentares da bancada do Pará e pela primeira-dama, Michelle Bolsonaro, que raramente participa de compromissos oficiais fora de Brasília.

Comentários do Facebook
error: O conteúdo está protegido!
× Fale conosco